Medidas preventivas para farmácias em tempos de pandemia

    Assim como em países do mundo todo, a pandemia de coronavírus chegou ao Brasil.  O estado de quarentena foi declarado e, há algumas semanas, nossas rotinas foram impactadas pela prevenção contra a COVID-19. O segmento de farmácias, que é considerado essencial, deve funcionar de forma eficiente, mas para que isso aconteça, são necessárias medidas preventivas que, além de aplicadas, precisam ser mantidas durante todo o período. Por isso, este artigo vai explicar e relembrar essas medidas tão importantes para o funcionamento da sua farmácia.

    Primeiramente, é crucial entender que as medidas preventivas são fundamentais para que os colaboradores e profissionais da sua farmácia possam trabalhar e atender seus clientes com saúde e segurança durante toda a quarentena. Nesse contexto, um simples descuido pode comprometer o bem-estar e a presença de cada funcionário em seu estabelecimento, fato que afetaria o atendimento e a organização dos negócios nessas épocas turbulentas.

    O desafio é manter a disciplina, sem “baixar a guarda” para o vírus. Não deixe que a quarentena prolongada faça sua equipe se esquecer do alto risco de contágio. Estimule a padronização e o rigor dos procedimentos e não permita qualquer desatenção nesse sentido. Faça uma reserva dos produtos usados na esterilização e limpeza dos ambientes para que a escassez desses produtos não interrompa sua rotina preventiva.

    E por falar nessa rotina, vamos começar pelas medidas básicas: as ações que visam evitar aglomerações no seu estabelecimento para que ninguém seja infectado. Relembre os seis procedimentos:

    1 – Distribua senhas de atendimento e restrinja a entrada para, no máximo, de 3 clientes por vez. A prioridade deve ser dos idosos, para evitar que eles fiquem na fila.

    1. Demarque, no chão, o espaçamento de 2 metros para fi­las de pacientes sem máscara. E para que suas marcações não descolem, use fita de alta adesão.
    2. Deixe um frasco de álcool 70 disponível na entrada da farmácia e também no balcão, para que os clientes utilizem antes e depois de tocar nos produtos.

    4 – Doe máscaras na entrada de pessoas que apresentem algum sintoma do coronavírus. Essa medida é opcional devido à escassez de máscaras no momento.

    5 – Demarque o espaço externo da farmácia, para a organização da fi­la das pessoas que que ainda serão atendidas. É importante manter a distância entre elas.

    6 – Não esqueça de divulgar o serviço de tele-entrega da sua farmácia. Disponibilize também um atendimento remoto para orientar adequadamente os clientes.

    Todas essas precauções vão preservar a saúde e garantir a não transmissão de quaisquer vírus entre clientes e funcionários, mas o risco ainda seria alto se o ambiente da sua farmácia não se mantivesse limpo e organizado. A organização, nesse caso, refere-se a expor e manejar somente itens necessários. Quanto à limpeza do seu estabelecimento farmacêutico, mantenha-se atento aos seguintes procedimentos:

    1. Crie uma rotina de limpeza e desinfecção de todos os ambientes e objetos que possam ter sido contaminados.
    2. Abra as janelas ou ligue ventilador por, no mínimo, 30 minutos e duas vezes ao dia. Assim você vai manter o ambiente ventilado, com o ar em circulação.
    3. Limpe e esterilize, com álcool líquido 70%, todas as áreas de circulação de pessoas, superfícies e objetos, como telefones, computadores, teclados, mouses, caixa registradora, balança, mesas, cadeiras, corrimãos, balcões, mesas e maçanetas. Essa limpeza deve acontecer a cada duas horas, com a retirada de todos os produtos expostos no balcão.
    4. Limpe e esterilize, com álcool líquido 70%, os instrumentos clínicos, como termômetros, estetoscópios, glicosímetros, aparelhos de pressão, balanças de bioimpedância e outros itens utilizados pelo farmacêutico. Essa limpeza deve acontecer após cada atendimento.
    5. Limpe e esterilize com desinfetante à base de cloro ativo ou solução de hipoclorito 1%, as grandes superfícies, como chão, banheiros, refrigeradores, lockers, ares-condicionados. Essa limpeza deve ser realizada, no mínimo, por duas vezes ao dia.
    6. Use sempre produtos de limpeza indicados para desinfecção, como álcool 70%, solução de hipoclorito 1% e detergentes que tenham cloro ativo na sua composição. Lembre-se de que a equipe de limpeza deve estar sempre paramentada adequadamente para manipulação dessas substâncias químicas.
    7. Depois de usar vassouras, esfregão, panos de chão, rodinhos e outros, separe e limpe todos esses utensílios de limpeza em uma área própria. É só enxaguar com água após cada utilização, mergulhando e esterilizando em uma solução desinfetante com cloro, por 30 minutos. Ao fim do processo, enxágue novamente e seque para o próximo uso.

    Assim, sua farmácia está quase preparada para atender a todos na quarentena. Porém também é preciso manter as precauções com os colaboradores da sua unidade farmacêutica pela conscientização e com procedimentos de higienização e outros cuidados, como:

    1. Manter a distância mínima de 1 metro das outras pessoas.
    2. Higienizar as mãos com água, sabão ou álcool em gel 70% depois de cada atendimento.
    3. Usar luvas para dispensação de medicamentos, a fim de evitar o contato com os objetos dos clientes.
    4. Farmacêuticos devem utilizar luvas descartáveis e máscaras no atendimento de pacientes com sintomas.
    5. Profissionais de limpeza devem usar luvas, máscaras, aventais e óculos de proteção.
    6. Fora do ambiente de trabalho, todos devem evitar aglomerações, instalações e transportes públicos e se distanciar de pessoas com sintomas.
    7. No percurso, todos devem evitar contato das mãos com o nariz, a boca e os olhos.
    8. Ninguém deve ir de uniforme para o estabelecimento. O ideal é trocar de roupa, quando chegar na unidade e, antes de se vestir, fazer a higiene das mãos e braços com água e sabão ou álcool em gel 70%. Isso sem esquecer de esterilizar smartphones, chaves e objetos.
    9. Ao sair do trabalho, todos devem seguir a mesma rotina e quando chegarem em casa, fazer a higiene das mãos e objetos novamente. A roupa deve ficar sempre em local bem ventilado.

    E para completar as medidas de proteção contra a COVID-19 em sua farmácia, é sempre bom ler e relembrar a todos sobre a forma correta de usar as máscaras, conforme as orientações da Organização Pan-Americana de Saúde, que estão disponíveis neste link: https://bit.ly/2wlTTAa.

    Além de manter todas essas recomendações, é claro que sua farmácia só vai conseguir atravessar a quarentena, se tomar as medidas administrativas corretas para gerenciar a crise. Mas isso é assunto para o nosso próximo artigo. Se tiver dúvidas, é só comentar. Nós responderemos o mais rápido possível.

    Deixar uma Resposta