A sua doação de sangue pode salvar até 4 vidas

    Doar sangue é um gesto de amor ao próximo e apenas uma pequena quantidade pode salvar até quatro pessoas que se encontram em tratamentos médicos complexos ou pessoas feridas em situações de emergência. 

    Para agradecer a todos os doadores e conscientizar a população sobre a importância da doação de sangue, no dia 25 de novembro é comemorado o Dia Nacional do Doador de Sangue. A data foi escolhida em novembro por causa dos baixos estoques de sangue neste período de férias e datas comemorativas. 

    A doação 

    Doar sangue é simples, rápido, seguro e não traz riscos à saúde do doador. Mas para que a doação seja realizada é preciso que o doador responda algumas perguntas buscando garantir a saúde do doador e de quem receberá a doação. 

    Uma pessoa adulta possui em média cinco litros de sangue e em uma doação são retirados, no máximo, 450ml. O sangue retirado não afeta a saúde do doador, uma vez que logo após a doação, o organismo recupera o sangue doado. 

    Assim que coletado, o sangue é separado em componentes sanguíneos (hemácias, plaquetas e plasma) e são entregues à hospitais.

    Critérios para a doação

    Para ser um doador é preciso “cumprir” com alguns requisitos e seguir alguns passos: 

    • Ter de 16 a 69 anos e pesar no mínimo 50kg. Menores de 18 anos só podem doar com autorização formal de seus responsáveis;
    • Estar alimentado e evitar alimentos gordurosos 3h antes da doação;
    • Se for doar após o almoço, é preciso aguardar 2h;
    • Nas últimas 24h, ter dormido pelo menos 6h;
    • Pessoas de 60 a 69 anos só podem doar se já doaram antes dos 60 anos;
    • Anualmente, mulheres podem doar até três vezes e homens, até quatro;
    • Homens devem esperar no mínimo dois meses entre uma doação e outra. Mulheres, três meses.

    Impedimentos temporários

    • Pessoas com gripe, resfriado e febre precisam aguardar 7 dias após o desaparecimento dos sintomas para pode doar;
    • Mulheres no período gestacional;
    • Mulheres no pós-gravidez precisam esperar 90 dias (para parto normal) e 180 dias (para cesariana); 
    • Amamentação: até 12 meses após o parto;
    • Ter ingerido bebida alcoólica 12h antes da doação;
    • Ter tatuagem e/ou piercing nos últimos 12 meses (piercing em cavidade oral ou região genital impedem a doação);
    • Extração dentária: 72h;
    • Pessoas com apendicite, hérnia, amigdalectomia, varizes: 3 meses;
    • Pessoas com colecistectomia, histerectomia, nefrectomia, redução de fraturas, politraumatismos sem seqüelas graves, tireoidectomia, colectomia: 6 meses;
    • Transfusão de sangue: 1 ano;
    • Vacinação: o tempo de impedimento varia de acordo com o tipo de vacina;
    • Pessoas que passaram por exames/procedimentos com utilização de endoscópio nos últimos 6 meses;
    • Ter sido exposto a situações de risco acrescido para infecções sexualmente transmissíveis (aguardar 12 meses após a exposição).

    Cuidados pós-doação

    • Por pelo menos 12h, evitar esforços físicos exagerados;
    • Aumentar o consumo de líquidos (água);
    • Não fumar por 2h;
    • Evitar bebidas alcoólicas por 12h;
    • Por pelo menos 4h, manter o curativo no local da punção;
    • Não dirigir veículos de grande porte;
    • Não trabalhar em andaimes;
    • Não praticar paraquedismo ou mergulho;
    • É importante que o doador se sinta bem após a doação, por isso é preciso que faça um pequeno lanche e que hidrate-se.

     

    Não custa nada, ajude quem precisa. Procure a unidade de coleta de sangue mais próxima de você e salve vidas. 

     

    Fontes: http://portalarquivos.saude.gov.br/campanhas/doesangue/

    http://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/doacao-de-sangue 

    Deixar uma Resposta